Entenda o que é a Indústria 4.0 e como ela vai impactar nas atividades da sua empresa e no perfil do profissional moderno.

Você já ouviu falar em Indústria 4.0?

 

O termo, que tem sido muito citado nos últimos anos, compreende as mudanças pelas quais o mercado está passando. Por meio da tecnologia, Big Data, inteligência artificial e Internet das Coisas (IoT), a quarta revolução industrial chegou para ficar.

Para mostrar a importância de cada revolução industrial, gosto de mostrar esse gráfico do Our World in Data que mostra o PIB mundial ao longo do tempo. Ressalto dois pontos interessantes:

  1. Essas revoluções levam a um desenvolvimento econômico enorme, muito maior que o anterior. A primeira revolução industrial, que começou no século 18, levou o PIB a dobrar a cada 100 anos, o que antes acontecia a cada 500!
  2. Cada revolução industrial faz a anterior parecer insignificante – você mal repara o crescimento entre 1700 e 1870, com a primeira revolução industrial, pois a era digital dos últimos 30 anos levou a um crescimento muito superior.

Esse desenvolvimento exige mudanças:

-, na forma de produzir;

– no relacionamento com clientes;  e

– no mercado de trabalho.

No entanto, isso não significa que estamos próximos de perder os nossos empregos para os robôs (ainda).

Quer entender melhor sobre a Indústria 4.0 e quais os seus impactos nas profissões?

Entenda o que é a Indústria 4.0

O termo Indústria 4.0 surgiu em 2011 na Feira de Hannover, na Alemanha. O evento é considerado a principal referência para a automação e tecnologia industrial. Ele partiu de uma inciativa apoiada pelo governo alemão, universidades, centros de pesquisas e empresas de tecnologia.

Dessa forma, a Indústria 4.0 tem como objetivo uma mudança de paradigma em relação à maneira como as fábricas operam. Essa visão prevê que, por meio da tecnologia, os processos serão descentralizados e dispositivos inteligentes conectados ao longo de toda a cadeia coletarão dados e tomarão decisões objetivas em tempo real.

Com isso, será possível reduzir custos e aumentar qualidade, e ainda atingir níveis de produtividade muito maiores. Além de permitir a fabricação de produtos muito mais personalizados.

Mudanças trazidas por essa revolução

Para que a Indústria 4.0 seja uma realidade, as empresas precisarão adotar um conjunto de tecnologias e automações. Com isso, será formado um sistema de produção conectado, digital e de fácil comunicação. O que envolverá tanto as máquinas quanto as pessoas.

Além das tecnologias citadas no começo do artigo, a Inteligência Artificial (AI) também exercerá um importante papel nessa transição.

Por meio dela, máquinas inteligentes são projetadas para funcionar e reagir como humanos. Assim, elas poderão adquirir conhecimentos, solucionar problemas, realizar planejamentos e reconhecer vozes e rostos.

Se a imagem de algum filme futurista veio a sua cabeça, saiba que não estamos muito longe dessa realidade!

Indústria 4.0 e o mercado de trabalho

Todas essas tecnologias otimizando e tornando as empresas mais produtivas vão significar uma demissão em massa? Saiba que o cenário não é tão negativo assim para os seres humanos.

O que vai acontecer é uma mudança nas funções ocupadas pelas pessoas. Se hoje é comum vermos a força de trabalho humana na linha de produção ou em tarefas repetitivas, em um futuro breve não será mais.

Assim, os empregos vão assumir um caráter mais estratégico do que operacional. Haverá uma demanda maior por pessoas que consigam tomar decisões mais inteligentes. Bem como uma grande procura por quem tenha conhecimentos para operar e reparar essas tecnologias.

Como se preparar para o futuro

Ainda assim, a Indústria 4.0 vai exigir que os profissionais se atualizem e busquem novas competências. Para você ter uma ideia, uma pesquisa da Roland Berger estima uma escassez de mais de 200 milhões de trabalhadores qualificados no mundo nos próximos 20 anos.

Recentemente a Alemanha, <https://oglobo.globo.com/economia/saiba-quais-profissionais-alemanha-esta-buscando-no-exterior-22887480> provávelmente o país mais avançado nessa revolução tecnológica, estamos vendo uma escassez de mão de obra qualificada. Dizem procurar mais de 1 milhão de profissionais como engenheiros, técnicos de informática e médicos, entre outros.

Ao mesmo tempo, o Boston Consulting Group (BCG) estima um aumento de 6% de empregos nos próximos 10 anos.

Isso significa que as pessoas que exercem atividades operacionais e repetitivas atualmente precisarão se capacitar. E quem já está um passo à frente e possui o conhecimento necessário para essa nova revolução vai vivenciar uma alta demanda de trabalho.

Com isso, o papel do líder será ainda mais importante. Afinal, ele que será responsável por alinhar as tecnologias e as atividades da equipe para tornar a empresa ainda mais competitiva.

Será que você está preparado para as mudanças que a Indústria 4.0 já está trazendo para o mercado?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.